Alimentação na infância

Um dado alarmante é que desde a década de 1950 cada nova geração ganhou peso em relação à anterior, ou seja, nossos filhos e netos terão três vezes mais propensão a terem sobrepeso ou obesidade na adolescência do que nós. E 80% deles sofrerão consequências desse desequilíbrio na idade adulta.

Apnéia do sono, diabetes e problemas nos joelho estão se tornando cada dia mais recorrentes em pessoas na faixa dos 20 anos.

Esse fenômemo começou a ocorrer a partir do momento que passamos a ter acesso irrestrito aos alimentos industrializados, também conhecidos como ultraprocessados, que levam em sua composição uma série de ingredientes desconhecidos pelo nosso organismo, além de serem ricos em açúcares, gorduras, grãos transgênicos e farinhas refinadas.

Outro perigo desses produtos são as substâncias que as empresas usam para melhorar texturas, aparência e sabor que podem causar dependência química, além de fazer com que tenhamos fome mais vezes ao dia.

O mais preocupante é que a perspectiva para os próximos anos de que além de adultos tenhamos uma geração inteira de crianças e adolescentes obesos com sérios problemas de saúde decorrentes desse sobrepeso.

Por isso se faz tão importante que desde cedo nossas crianças aprendam a comer a comida de verdade, que seja evitado em casa todo tipo de alimento e bebidas muito açucaradas e assim teremos mais adultos com bons hábitos alimentares.

Texto de Keith Cheli Kanasawa

insta: kerobistroemcasa

https://www.facebook.com/kerobistroemcasa

@kerobistroemcasa

Published by Keith Cheli Kanasawa

Gastrônoma e Relações Públicas de formação, tenho muitas paixões, entre elas corrida de rua, comida, fotografia, jardinagem, marketing digital e escrever.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: