O Mito da Beleza

Fiz uma live recentemente com este tema e quero compartilhar com vocês as ricas informações sobre o assunto que, muito provavelmente, deixamos de lado sem que percebamos o devido valor e amplitude para uma vida mais significativa e de essência pura, quando o assunto é “beleza”!

E o que é beleza?

– Beleza é o estar bem consigo mesmo sem se importar com o que os outros julgam ou comentam, é o estar conectado com o seu interior, deixando se manifestar o equilíbrio interior e exterior em um só corpo físico, valorizando a sua própria identidade.

A busca pelo ideal é constante.  Mas, afinal, o que é ideal?

– Ideal é o que eu quero para mim e não o que os outros desejam. Muitas vezes esse ideal está contaminado por estereótipos rígidos, padrões externos impostos pela mídia, por família, amigos e outros, porque estamos muito preocupados com a aceitação e aprovação externas e esquecemos que a beleza interior é a que faz ser apreciada junto com a beleza externa.

Se existe amor próprio, autoestima e autoconfiança estamos de bem com quem mais importa e, consequentemente, interagimos com o os outros e com o mundo de forma espontânea e autêntica. A beleza externa atraí aqueles que desejamos, mas, somente a beleza interna os mantém conosco.

A beleza está dentro de nós e cabe somente a nós realçar a melhor parte. Se me sinto bonita, realço a minha beleza externa com a minha segurança, mas, se me sinto feia, realçarei a minha insegurança e a necessidade de demostrar aquilo que “não sou” ou “não estou” naquele momento, então, a minha beleza externa se prejudica e fica contaminada por julgamentos e incógnitas.

Por que a rivalidade feminina, existe?

– Pesquisas relatam que 80% das mulheres não estão satisfeitas com o próprio corpo, porque, muitas vezes, buscam adaptar-se a uma “cópia” externa, desencadeando padrões de rivalidade e a necessidade de se sentirem superiores perante as demais mulheres. O desejo é de rivalidade, a necessidade ser mais atraente que outras mulheres, a tal, muitas vezes, chamada de “inveja boa”.

Diante desta impactante informação, percebemos que a insatisfação pessoal e insegurança a respeito de sua própria capacidade, podem levar a um desequilíbrio emocional e um sentimento e sensação de menos valia ou até de inferioridade, porque a aprovação externa, passa a ser muito mais importante que a minha verdadeira aceitação, de como EU SOU e estou diante deste universo de cobranças e exigências, fora de contexto, que não me permite ser “Feliz” e estar de bem comigo mesmo.

A busca por aprovação externa e aceitação nos escravizam e nos retiram do caminho da evolução e da maturidade. Devemos ter consciência que a beleza física não é tudo e que o estar de bem consigo mesmo é o que nos direcionará ao nosso propósito de vida, objetivos e realizações. A calma interior nos direciona a liberdade de expressão e de resoluções para as melhores decisões.

As pessoas verdadeiramente bonitas promovem a verdade, a sinceridade, o carinho e são aquelas que abrem nossos corações e nos afastam o medo, porque agem de acordo com o seu interior e não estão presas a padrões externos. São aquelas que alimentam positivamente as nossas emoções e não só quem “agrada os olhos” apenas.

Espelho, espelho meu!

– Quando olhamos para o espelho,  devemos enxergar a nossa alma, caso contrário, não nos encontraremos, estaremos vinculados a necessidade, a aprovação e validação dos outros e quando isso acontece,  permitimos que a nossa autoestima se esvazie.

Somos únicos e excepcionais, felizmente. É necessário valorizar a individualidade e as diferenças, pois somente assim teremos a nossa identidade preservada.

Como se sentir bem consigo  mesmo e em equilíbrio com a sua beleza única, de um corpo físico único?
  1. Tome as rédeas da sua própria vida e reconheça sua individualidade, seus valores, suas competências  e a sua capacidade;
  2. Escute seu coração, ele sempre tem as melhores respostas para as suas dúvidas, e silencie os ruídos externos compreendendo a sua real necessidade;
  3. Siga suas paixões e não as dos outros.
Ser feliz é o que importa!

Se estivermos felizes e satisfeitos conosco, nos sentiremos realizados em todos os sentidos, sem se preocupar, excessivamente, em satisfazer o mundo e ser exatamente como os outros esperam que sejamos.

As pessoas que não se importam com o que os outros dizem ou pensam são as mais atraentes, mais autênticas, pois seguem a sua própria verdade!

Convido a todos vocês para assistirem o clip da música da Beyoncé – Pretty Hurts (beleza que machuca),  para refletirmos sobre essa beleza que, muitas vezes,  mais fere que cura. A letra da música faz uma crítica à ditadura da beleza imposta, à pressão estética.

“Com o tempo a beleza exterior se torna menos importante e dá lugar ao que realmente interessa: O interior de cada um!” , autor desconhecido

A sua coragem e capacidade de abrir seus próprios caminhos, direcionados por sua essência em conexão com o seu coração, sempre serão mais atraentes aos olhos da beleza!

Reflexões de Katia Lima

Psicóloga – Coach Pessoal e Profissional

Consteladora Familiar e Organizacional

CRP.: 06/31938-0

Instagram: @katialimaconstelacaofamiliar

Youtube: https:/youtube.com/channel/UCgl_b92m3rdG4MDc5W6qOA

One thought on “O Mito da Beleza

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: